segunda-feira, 4 de abril de 2016

Jardim Alnwick

O  Perigoso e Belo jardim  das plantas mortais na Inglaterra 



Cenário da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, do filme Harry Potter, o jardim Alnwick é um conhecido ponto turístico com mais de 100 espécies de plantas venenosas, alucinógenas e medicinais

 Situado no Castelo medieval dos Duques de Northumberland, na cidade de Alnwick, na Inglaterra, o Poison Garden é um perigoso jardim de plantas venenosas e mortais. 
Entre elas encontram-se a cicuta que foi usada para a execução do filósofo Sócrates, a mandrágora que é citada por Shakespeare em “Romeu e Julieta”, além da noz-vômica, beladona e tabaco. 
O local também possui licença para o cultivo da maconha, ópio e cocaína.

Sua construção foi inspirada no Jardim Botânico de Pádua, na Itália, que foi criado em 1500, também para cultivar plantas venenosas e medicinais. Segundo a duquesa e proprietária Helen Percy, o objetivo do Poison Garden é mostrar as pessoas o poder assassino das plantas, já que existem inúmeros jardins que focam apenas em seus benefícios de cura. 



Com estrutura arquitetônica projetada pelos paisagistas belgas Jacques e Peter Wirtz, o jardim tem uma vasta variedade de vegetais. Inaugurado em 2005, o local possui visitas monitoradas por guias que explicam a natureza mortal de cada uma das plantas. 
Visitar o jardim é uma oportunidade única de aprender sobre o efeito das drogas e de conhecer um pouco mais sobre as plantas tóxicas que podem causar até a morte.
Logo na entrada, a primeira placa exposta deixa claro o perigo do jardim. Ao ingressar, o visitante já se depara com uma caveira com a seguinte mensagem: ”These plants can kill” – Essas plantas podem matar. 


À primeira vista muitas delas parecem inofensivas, mas o simples contato com a pele pode ser fatal. São cerca de 100 espécies de plantas altamente venenosas, alucinógenas e mortais que atraem turistas do mundo inteiro a região.



GFonte:
EcoViagem